©2018 by Vilavox

Primeiro de Abril

SINOPSE

Primeiro de Abril traz à tona alguns aspectos da história da ditadura militar no Brasil. Privilegiando a “história como atriz principal”, a peça pontua acontecimentos marcantes de todo o processo que culminou com o golpe, bem como suas conseqüências, passando pelos atos institucionais, pela violência da tortura e pelos posteriores golpes “irmãos” em outros paises da América Latina. Mesmo com forte didatismo, a peça propõe uma experiência estética singular, pois a banda ao vivo, a música original de Jarbas Bittencourt, os 15 atores em cena, um cenário que traz um cilindro de água com 2 metros de altura e as coreografias, assinadas por Lauana Vilaronga, fazem do espetáculo um musical diferente e politizado.

Com direção de Gordo Neto, Primeiro de Abril remontou a atmosfera de gente nas ruas, traição, violência dos momentos que perpassaram a história da ditadura militar no Brasil. A peça reflete o episódio da democracia golpeada e da sucessão de atos institucionais, que subtraíam os direitos e as liberdades. A peça retorna a cartaz num momento bastante propício em que o assunto volta a ser discutido com os quarenta nos do Ato Institucional Nº 5 – o AI – 5, baixado em dezembro de 1968.

A peça esteve em cartaz durante cinco anos, sempre movimentando estudantes secundaristas e universitários para apresentar um pouco da história recente do nosso país, mas também rever as implicações daquele episódio trágico de nossa história no presente.

1/2
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now